Mais Turismo

Mais Turismo, Notícias

Melhor Turismo 2020: Churrasqueira do Povo considera projeto do CETS “uma mais valia”

“Trata-se de um programa ao qual nunca tínhamos aderido mas que se revela realmente uma mais valia para a nossa empresa”. É desta forma que António Henriques, sócio da empresa Henriques & Marques – Restauração II Lda, reconhece o impacto positivo resultante da participação no programa ‘Melhor Turismo 2020’, promovido pelo CETS com o apoio da CTP – Confederação do Turismo de Portugal.

Esta empresa, criada em 2015, tem sede na Rua de São Brás, em Frazão, Paços de Ferreira e explora, desde a sua constituição, o Restaurante Churrasqueira do Povo.

Segundo António Henriques, a adesão ao programa foi motivada pela vontade de “realizar uma intervenção na área do marketing digital, que incluísse a criação de ementas e cartas de vinhos digitais” e tendo em vista a “obtenção do selo de qualidade da Rota do Românico e  do selo Safety Clean”, bem como “auxílio na submissão de candidaturas de apoio ao nível do Portugal 2020”.

Tendo em conta a intervenção já realizada, o sócio da Henriques & Marques – Restauração II Lda considera a experiência “muito positiva”, sublinhando um “apoio constante para os projetos e atividades que pretendemos desenvolver”

“As ementas e a carta de vinhos digital já se encontram implementadas. Fomos auxiliados na elaboração de candidaturas ao nível do Balcão 2020 e Turismo de Portugal e já possuímos o selo de qualidade da Rota do Românico”.

Localizada na estrada nacional que liga Paços de Ferreira ao Porto, a Churrasqueira do Povo dedica-se à prestação de um serviço de qualidade  aos clientes que a procuram, recebendo-os em “instalações amplas e modernas, com capacidade para 280 lugares sentados”, e os pratos que lhe são mais conhecidos vão “desde as carnes grelhadas ao cabrito assado no forno, cozido à portuguesa e um excelente bacalhau e leitão à bairrada”.

Esta empresa do setor da Restauração e Eventos tem-se mostrado resiliente perante a pandemia, adaptando-se e continuando a prestar o serviço de refeições através do regime de take-away, satisfazendo mais de 200 clientes diariamente.

O programa ‘Melhor Turismo 2020’ é cofinanciado pelo Compete 2020, Portugal 2020 e União Europeia, através do Fundo Social Europeu.

Mais Turismo, Notícias

Melhor Turismo 2020: Restaurante Zona Verde regista “melhorias significativas”

A empresa Almeida Ferreira, Lda nasceu como Restaurante Zona Verde, em Felgueiras, em 1985, e é uma das empresas participantes do programa ‘Melhor Turismo 2020’, promovido pelo CETS com o apoio da CTP – Confederação do Turismo de Portugal.

A adesão ao projeto foi motivada pela vontade de “melhorar a digitalização da empresa, nomeadamente a criação de ementas e cartas de vinhos digitais”, além da “obtenção do selo de qualidade da Rota do Românico” e o “auxílio na submissão de candidaturas de apoio ao nível do Portugal 2020”, explica Manuel Almeida Ferreira.

O sócio e responsável faz uma avaliação “extremamente positiva” da intervenção realizada na empresa, notando que se verificam “melhorias significativas”. “As ementas e a carta de vinhos digital já se encontram implementadas; fomos auxiliados na elaboração de uma candidatura ao nível do Balcão 2020 e já possuímos o selo de qualidade da Rota do Românico”, salienta.

Com base na experiência vivida na sua empresa, Manuel Almeida Ferreira recomenda a participação nos programas de apoio existentes.

“Esta iniciativa do CETS é de louvar, todos os empresários deviam aproveitar e usufruir destas iniciativas, pois ajudam-nos a crescer”.

De instalações amplas e modernas, esta empresa do setor da Restauração e Eventos orgulha-se de estar “muito bem equipada” e a sua principal preocupação é “a prestação de um serviço de qualidade e garantir que os clientes ficam satisfeitos”. No Restaurante Zona Verde são confeccionados todo o tipo de pratos, desde carnes grelhadas ao cabrito assado no forno e ao cozido à portuguesa. “O bom vinho não pode faltar para acompanhar as iguarias servidas”. 

A empresa nasceu como restaurante, explorando um espaço onde ainda hoje está situada, mas, ao longo dos anos, realizou investimentos avultados para poder oferecer aos seus clientes novas e melhores instalações bem como proporcionar mais serviços, nomeadamente a realização de eventos numa propriedade autónoma: um solar brasonado adquirido especificamente para o efeito.

O programa ‘Melhor Turismo 2020’ é cofinanciado pelo Compete 2020, Portugal 2020 e União Europeia, através do Fundo Social Europeu.

Mais Turismo, Melhor Turismo, Notícias

Melhor Turismo 2020: Conheça o Programa de Apoio ao Relançamento dos Negócios

Apoiar as PME da região para enfrentar os desafios atuais e futuros: é este o propósito do projeto de Formação-Ação “Melhor Turismo 2020” que o Conselho Empresarial do Tâmega e Sousa (CETS) tem em curso, com o apoio da CTP – Confederação do Turismo de Portugal.

As inscrições estão abertas e destinam-se à Restauração, Cafés, Hotelaria e Alojamentos locais, Operadores turísticos, entre outros.

Tendo por referência 3 áreas temáticas – Economia Digital, Gestão de Empresas Turísticas e Otimização de Recursos Financeiros, o projeto incide no apoio à readaptação, consolidação e qualificação das PME’s do setor turístico, através de consultoria personalizada e de formação certificada. A intervenção inicia-se com o diagnóstico das necessidades, passando posteriormente para a criação de um plano de ação e avaliação da implementação.

Esta é uma oportunidade para aumentar a capacidade de gestão da sua empresa, reorganizar, inovar e qualificar os seus recursos humanos em domínios relevantes. Beneficie de financiamento de 90% a fundo perdido e prepare a sua empresa para um futuro melhor.

Este projeto é cofinanciado pelo Compete 2020, Portugal 2020 e União Europeia, através do Fundo Social Europeu.

O que precisa para aderir

Para verificação de elegibilidade, é necessário o envio da seguinte documentação: 

  • Declaração início de atividade, no caso dos Empresários em nome individual;
  • Certificado PME (atualizado – se aplicável);
  • IES/IRS 2019/2020 – Situação Líquida positiva;
  • Certidões de não dívida às Finanças e Segurança Social ou declaração de plano prestacional em vigor;
  • Certidão permanente ou código de acesso;
  • Comprovativo: Licenciamento da atividade (preencher declaração em Anexo 1) ou autorização de atividade;
  • Empresa autónoma (se aplicável) – preencher declaração em Anexo 3;
  • Declarações:  ausência de salários em atraso, empresa em dificuldade, capital – preencher declaração em Anexo 2; elegibilidade.
  • Quando se trate de um beneficiário criado há menos de 1 ano, a situação líquida positiva  comprova-se por balanço intercalar posterior, certificado por um Revisor Oficial de Contas (ROC), reportado até à data da candidatura.

Códigos de Atividade Económica (CAE) abrangidos

Os CAE elegíveis são: 4932, 4939, 50101, 50102, 50300, 51100, 52220, 52230, 551, 552, 553, 559, 561, 562, 563, 77110, 77340, 77350, 79110, 79120, 79900, 82300, 86905, 90010, 90020, 90040, 91020, 91030, 91041, 91042, 93210, 93292, 93293, 93294 e 96040

Mais Turismo, Melhor Turismo, Notícias

INSCRIÇÕES ABERTAS | Programa de Apoio ao Relançamento dos Negócios [TURISMO]

APOSTE NUM PROJETO DE FORMAÇÃO-AÇÃO DIFERENCIADOR, COM UMA INTERVENÇÃO À MEDIDA DAS NECESSIDADES DA SUA EMPRESA EM TEMÁTICAS-CHAVE.

No âmbito de Programa de Apoio ao Relançamento dos Negócios em fase de desconfinamento, o Conselho Empresarial apresenta projeto de Formação-Ação ‘Melhor Turismo 2020’, o qual visa o reforço da capacidade competitiva das empresas e a promoção do emprego no setor do Turismo, concentrando a sua ação no apoio à readaptação, consolidação e qualificação do tecido empresarial do setor.

Leia mais